Bem Vindo!

Hábitos a Serem Superados

‘A gente não se liberta de um hábito atirando-o pela janela: é preciso fazê-lo descer a escada, degrau por degrau.’ Mark Twain

 

De forma resumida o escritor Twain nos lembra o quão é necessário que ao tentarmos nos libertar de alguns hábitos, possamos fazer isso passo a passo, lentamente, mas nunca deixando de caminhar. Sem pressa e sem atropelos, assim será possível firmarmos os pés no chão e consolidar uma mudança de perspectiva e de hábito. E claro, persistir quando temos um objetivo ou meta que realmente faz sentido para nós (aliás, isso é um grande fator motivacional intrínseco!). E nosso aliado, o tempo, sempre é um condutor para o amadurecimento de novas atitudes. Pois o fato de não se desesperar achando que está tudo errado e querer promover mudanças radicais do dia para a noite também é um aspecto que considero relevante.

 

Bem, mudar meus hábitos para me tornar vegana fez com que eu repensasse a forma de me relacionar com o alimento e a maneira de me conectar com a natureza, os animais e o planeta. Me dei conta de que o pedaço de carne que estava no meu prato não tinha vindo do supermercado pronto, mas que antes disso havia passado por um processo de matança e sofrimento de outros Seres sencientes para beneficiar meu Ego e minhas vontades instintivas.

 

Outro ‘alimento’ que passei a questionar foi o leite de vaca que fazia parte de todos os doces e alguns salgados que ingeria. Claro que para obter o leite não há necessidade de matar a vaca, porém sabemos que para uma vaca produzir leite é necessário que ela esteja grávida e assim como qualquer mamífero isso é possível uma vez ao ano. Mas como produzir tanto leite para abastecer o supermercado sabendo que quando o bezerro mama a vaca reduz a quantidade e controla a saída do leite (processo natural)? Solução: o bezerro é retirado de sua mãe logo nos primeiros dias de vida, assim ela se torna uma vaca leiteira e não mais uma mãe. Em suma, o processo natural de amamentação é impedido e após cada parto, em média 03 meses, a vaca é fecundada novamente por inseminação artificial. Afinal, a produção não pode parar, não é mesmo? :(

 

Bezerro_mamando_REFON

Em linhas gerais, uma vaca que poderia VIVER FELIZ aproximadamente uns 20 anos ela SOBREVIVE EXAUSTA uns 05 anos, pois nesse período ela já vai estar estéril e não terá mais serventia. Ah, falando nisso… Provavelmente aquele pedaço de carne que falei lá no início do texto seja uma vaca leiteira. Esse é só um dos exemplos de que as coisas não acontecem por acaso e tudo está conectado, basta fazermos a relação.

Tudo está conectado, então pense nisso.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de...

12191563_1206699292680224_7770613598591118602_n
1ª Feira de Cerveja Artesanal

Neste final de semana, no Espaço Carol Martini teve a 1ª feira de Cerveja…

queijo-vegano
Receita de VegQueijo (queijo vegetal a base de aipim)

Hoje é dia de receitinha com um carinho todo especial da VegAmor.

Receita de VegQueijo…

IMG-20151024-WA0003
Gravação Video Clipe Banda Mosaico

Todo mundo ama uma boa música, né? E por mais que diga que não…

guarda-responsavel
Protetores aos animais, qual o seu papel na sociedade?

Dedicar nosso tempo (cada vez mais disputado) em prol dos outros, já requer bondade…

Vegan-Quiche-2
Veganismo – um passo de cada vez

Renovando o estoque de ideias…

Então, voltei para falar sobre minhas reflexões e experiências…

5
S.O.S alternativo-natural: estreitando a relação com a natureza

 

No Brasil sinto que somos instruídos para focar na cura da dor, e que…

Vasinho de Flores
Reciclagem – Pequeno Vaso para Flores

Sabe aquele potinho de conserva, geleia ou óleo de coco?

Eles são tão fofinhos e…

ggg
Minha Vida Cruelty Free: Mônica Carpes

 

Olá, ‘bom dia pra quem é do Dia e Boa noite pra quem é…